IX CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO MÉDICO-ESPÍRITA DO BRAS...
CURSO DE EXTENSÃO: MÚSICA E RELIGIOSIDADE
ALBUM DE 10 ANOS DO CD MICRÓBIO DO FREVO
AULAS NA PÓS-GRADUAÇÃO - Uma experiência renovador...
MÚSICA E RELIGIOSIDADE : Das cavernas à música con...
SILVÉRIO PESSOA & LA TALVERA (Projeto Forroccitani...
NOVO CD LANÇADO NA EUROPA
SHOW COM GILBERTO GIL NO IBIRAPUERA - 25 ANOS DO I...
INTERCÂMBIO NA UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO...
INUSITADOS MOMENTOS QUE ME ENVOLVEM NO INÍCIO DE 2...





05/2006 06/2006 07/2006 08/2006 09/2006 11/2006 12/2006 03/2007 04/2007 05/2007 06/2007 07/2007 08/2007 03/2008 04/2008 05/2008 06/2008 07/2008 08/2008 10/2008 11/2008 12/2008 01/2009 02/2009 03/2009 04/2009 05/2009 06/2009 07/2009 08/2009 09/2009 10/2009 11/2009 12/2009 01/2010 02/2010 03/2010 04/2010 05/2010 07/2010 08/2010 09/2010 10/2010 05/2011 06/2011 07/2011 08/2011 10/2011 11/2011 01/2012 03/2012 05/2012 09/2012 11/2012 01/2013 05/2013 06/2013
  • Current Posts





  • Site Oficial
    Comunidade no Orkut




    Karina Hoover
    Envie um email

    +55 81 3269 1654
    +55 81 32691625
    +55 81 99677815



    Layout:PIANOLAB

    25.7.11
    NAS PEGADAS DOS NÔMADES / OCCITANIA

    COMBRET foi um capítulo especial na Tour. Choveu muito e não tínhamos condições de segurança para tocar no palco montado na pequena vila da montanha occitan. Fizemos um show acústico com todos dançando e me remontando aos primeiros anos de minha vida em Carpina, no sítio de Vovó Alaíde, no qual a música não era "profissional" e sim um elemento natural do nosso cotidiano. Mamãe tocava, Zé da Granja tocava acordeom, cantávamos todos na casa de farinha, e foi alí naqueles momentos que começei a entender que poderia criar uma canção. Essa viagem e esse momento aqui na montanha me fez lembrar de minha vida no interior.
    Casas de pedra, agricultores, famílias, paisagens particular da Idade média, e um ambiente nostálgico e lindo, fez de COMBRET um belo momento de nossa viagem.
    Essa armadura clássica da Idade Medieval, encontrei no Restaurante que fomos almoçar juntamente com Amon, um amigo de Daniel. Claro que não tive coragem de pousar ao lado do Cavaleiro Negro para uma foto, mas fiquei impressionado com as histórias de combates e guerras por essas terras contadas pelo Daniel Loddo. O peso da armadura e das armas exigiam do guerreiro, do cavaleiro, um porte gigantesco. Imaginem!
    O Céu Occitan. Em algum momento quando olho da janela da Van, em pensamentos diversos, aparece esse quadro que parece comunicar uma calma, reflexão equilibrio para os dias correrem com tranquilidade e paz nessa distância da família, amigos e cultura. Por outro lado o que estou coletando de dados de pesquisa, escrevendo, montando, é um quebra-cabeças que aos poucos vai formando uma história de elementos em comuns entre meu objeto de investigação que é a religiosidade popular do sul da França e a religiosidade popular do povo do interior de Pernambuco. Mágico.
    Essa foto clicada por Thiago Hoover, foi em uma exposição de fotografias no Festival de Arles, onde nos apresentamos. Sem comentários.

    ----------

    16.7.11
    CAMINHADAS, CORRIDAS, PELAS PAISAGENS OCCITANS (França)

    Sempre existe um campo de girassóis pelas estradas do sul da França. Em Cordes Sur Ciel, caminhamos para aquecer por esses campos que me faz lembrar um paraíso esquecido em algum lugar no tempo, ou em alguma paisagem de filme que lembra que existe vida após esse nosso estágio aqui, rápido e leviano. Penso, reflito e caminho, caminho.
    Esse barco e essa floresta. Paisagens de minhas caminhadas e corridas por Orléans. O hotel ficava ao lado dessa trilha que terminava no Festival onde me apresentei. Fantástico! com muitos patos e Gansos passeando, mergulhando, um incrível momento de meditação.
    Essa a trilha do hotel em Orléans que finalizava no campo do Festival. Muito bacana a caminhada. Geralmente eu caminhava 30 minutos e corria 30 minutos. Minha psicanálise estava garantida.
    Acima a foto da Bacia do La Villette. Eu caminhei aqui durante o tempo que estava em Paris. Nos primeiros dias era quente e o sol estava brilhante. Depois ficou frio o tempo, com trovões e chuva fina, mas mesmo assim, eu caminhei o último dia que estava na cidade das luzes.
    Por fim, a trilha de Codes Sur Ciel. Aqui uma certa magia rural. Daniel e Celine sempre nos contam histórias sobre lendas e fatos acontecidos nessa trilha. Maravilhosa. Veja o vídeo de uma descida da colina que postei no blog, logo abaixo. Perfeita harmonia entre silêncio, reflexão, sport, exercício físico e ampla e profunda busca de sí mesmo por essas paisagens Occitans.

    ----------

    14.7.11
    DESCENDO A COLINA EM CORDES SUR CIEL

    Um passeio pelas colinas da cidade de Cordes Sur Ciel, em terras Occitans. Aqui encontramos pegadas enormes de Sanglier, Javali. A cidade ao longe, medieval, linda e calma.

    ----------

    UM CURTA GRAVADO NO METRÔ DE PARIS

    Silvério filma entre uma estação e outra no metrô de Paris. Quando um senhor acordeonista entra e começa a tocar. Uma verdadeira trilha sonora para as imagens, um curta criado de forma expontânea.

    ----------

    12.7.11
    UM TURISTA EM PARIS - O Óbvio Ululante!

    Caminhando. Essa foi a tônica de hoje aqui nesse último dia em Paris. Caminhar, caminhar. Saí do hotel e fui direto para o Pére Lachaise, cemitério onde estão os túmulos de ilustres personagens de nossa história. De metrô em metrô chegamos até a catedral de Notre Dame. Paris estava com sol pela manhã, depois chuva, chuva. Parou de chover e ficou bom de caminhar sem calor nas ruas.
    O Louvre estava fechado hoje. Perdi de ver uma exposição de Rembrandt sobre as faces de Cristo. Fiquei decepcionado. Mas, não tive o que fazer. Fotos e fotos e depois uma caminhada até a Torre Eifel. Mais uma vez sem entrar no Louvre. Aqui sempre uma correria para fazer tanta coisa em poucos dias de off.
    Na Torre Eifel me lembrei de "Alto que só", uma canção que fiz para o cd Cabeça elétrica coração acústico, depois que vi a torre e liguei para minha mãe, D. Ivete. O nosso papo foi diretamente para um papel e se transformou nessa música. Lembrei muito dela, cantei e filmei bastante. Havia muitos turistas hoje nas ruas e o trânsito infernal com reparos e novos trilhos de um metrô de superfície que está sendo construído na maioria das cidades da França.
    Visita ao túmulo de Jim Morrison, vocalista do The Doors. O túmulo mais visitado do Pére Lachaise. Um fluxo de visitantes, turistas, pessoas diversas, passam e fotografam o túmulo desse poeta magnífico da geração do Rock. Além de escritor e intérprete, Jim Morrison tinha um magnetismo, uma mística que até hoje ficou na história do Rock. Já fui 3 vezes no seu túmulo aqui em Paris. Além dele, passei por Alan Kardec (Codificador da Doutrina Espírita), Balzac e Chopin.
    Não tem pra quem. Aqui só dá Harry Potter. Metrô e suas estações, ruas, publicidade. Vou tentar assistir aqui na França. Agora seguimos para Orléans e depois Arles. Minhas pesquisas serão retomadas quando voltar para Cordes Sur Ciel, no próximo domingo.

    ----------

    9.7.11
    PARIS - Uma abordagem anarquista por fotos

    Bola de sabão gigante no Parque La Villette em Paris. Imagem retrata a ostentação da arquitetura em uma cidade que tem história milenar, porém hoje pode ser classificada como uma metrópole gobalizada.
    A lua e a luz central da Torre Eifel. Um mix de farol de Olinda e de algum lugar descoberto nas praias de Pernambuco. Nessa hora o céu descortinou a lua e a torre Eifel toda matreira se projeta pro céu.
    La no fundo, a Catedral de Notre Dame. Paris amarela com toques de caramelo. Prédios, zoada, pressa, fumaça, que se você fechar os olhos pode constatar: estou em São Paulo.
    Nave espacial pousada no estacionamento do TGV em Poitiers. O TGV é leve, rápido, provocador de tontura e a sensação de perda de gravidade. Ou seja, quem tem labirinto vai ter problemas sérios se viajar de costas.
    O show de hoje no La Villette foi histórico. No final, uma ciranda fez centenas de Franceses rodarem, rodarem, rodare, certamente igual a circulação da terra ao redor do sol. Acima o TGV estacionado, lembrando a estação central do metrô de Recife. Vamos em frente!

    ----------

    6.7.11
    PRATOS TÍPICOS DA OCCITÂNIA

    A galinha, o frango, é ave básica na mesa Occitan, inclusive disputando pata a pata com o Pato, que fornece entradas básicas como o patê. Com o frango se faz pratos junto ao macarrão, com arroz e creme de queijo, assado com pão e vinho e basicamente está presente em toda mesa aqui na Occitânia. Lembro que mamãe adorava criar galinhas e mandava lá pra casa semanalmente ovos de capoeira para minha filha e eu roubava vários para meu café da manhã. Vovó Alaíde também criava muitas galinhas em Carpina, minha cidade querida. Vamos nessa!
    Sopa de legumes. Essa é um delírio de sabor rural. Geralmente legumes de horta particular, sem agrotóxico, sem veneno, e com um sabor atuante em cada legume. Cenoura, Batata, Couve, Cebola, Tomate, Ervas, e um leve toque de caldo de galinha que lembra a nossa canja. Reconfortante com vinho e depois um queijo de cabra pra rebater as lembranças da zona da mata.
    Esse prato é magnífico, fantástico, parodiando banda e programa de tv no Brasil. É o TRIPUS. TRIPA. Vem em conserva, É tripa de boi tratada com molho com ervas e que faz sucesso entre os Occitans. Um sabor e um cheiro forte e presente na mesa com vinho e pão. Textura particular lembrando nossa tripa fininha da dobradinha. Aqui o prato acima servido com batata cozida que a dona da casa, Celine, providenciou ao estilo que adoramos. O tripus é comida forte e como diz o nordestino "bate na fraqueza", ficamos suando feito tampa de chaleira e segundo Daniel Loddo, exerce poder afrodisíaco. Sem comentários! Uma delícia!!!!! para quem aprecia! Como nosso amigo Titio em Recife.

    ----------

    4.7.11
    POR ESSAS BANDAS DE CRENÇAS E DESEJOS DO POVO

    Vacances, férias na França. São dois meses de um intenso movimento de estradas, resultado das férias das crianças e jovens das escolas. Já viajamos de Cordes sur ciel para Nice nesse clima de movimento de estradas que acompanhamos tudo pela rádio oficial de cada rodovia, ou rodovia oficial. Essa foto acima eu tirei depois de uma parada em algum posto de rodovia e vi essa casa que se movimenta. Imaginem o conforto desse Trailer? pareceu-me uma nave que pousou em algum planeta puxada por uma van terráquea.
    Hoje Cordes Sur Ciel amanheceu cinza. Tirei essa foto logo pela manhã. Chegamos tarde de Négrepelisse, onde fizemos show memorável encerrando o Festival "Samba au país". O clima hoje de segunda feira estava ameno, mas com um cinza bem ao estilo europeu. Porém nada tira a magia da cidade medieval de Cordes sur ciel.
    Foto tirada de uma das paradas nas estradas para um pequeno descanso e lanche. Fizemos 6 horas de estradas entre Cordes e Nice, na ida e na volta. A diferença é que depois do show estávamos mais tranquilos. Nessa pequena parada tomamos um vinho e comemos queijo, frutas e curtimos o momentos da estrada por motivo das férias aqui na França. Ricardo, Thiago, Celine, eu, Marc, André e Daniel Loddo.
    Esqueci de perguntar sobre essa ponte. Ponte de Millau. Mas foi um assunto bem comentado sua inauguração em um ano que aqui estive em tour. Ela é enorme, tem uma estrutura magnífica, elevada, imponente, e feita entre vales e montanhas. Demora a passar de um lado para o outro.Tivemos a oportunidade de passar por ela e depois embaixo, vê-la em sua força e magia pelas estradas francesas.
    Na última parada antes de chegar em Albi e depois seguir para Cordes Sur Ciel, compramos umas frutas frescas bem no modêlo de barraca na beira da estrada. Melancia, batatas, bananas, pêssegos, melão, e aqui eu dou uma mordida adocicada em um pêssego que adoro. Quem clicou foi André Julião, fisgando esse momento delicioso que atenua as saudades e a distância de Recife.
    Voilá. Agora é preparação para os dois shows em Paris, seguir para Órleans, e eu terei duas entrevistas importantes com um Teólogo e com um Padre aqui em Cordes. Semana começou bem tranquila e vai acelerando aos poucos. No mais, tudo segue bem e seguimos em frente.

    ----------